Os Principais Hábitos das Pessoas de Sucesso

Os Principais Hábitos das Pessoas de Sucesso
30 Outrubro 2017 | By | Categoria: Blog

.

Categoria: Blog

Há 15 anos troquei a indústria farmacêutica pelo medicamento manipulado. Nunca tive dúvidas de que fiz a escolha certa.

Nestes 15 anos muitas coisas mudaram no Setor Magistral. Tivemos épocas difíceis - como a Consulta Pública 31, onde levantamos faixas de protesto e brigamos pela perpetuação do mercado magistral, enfrentamos Rdc's (dentre essas a 67, que regulamentava a propaganda médica), passamos pelo fim das anfetaminas que representavam na época um bom faturamento para farmácia de manipulação, vimos empresas pequenas ficarem grandes e grandes acabarem, novos impostos, uma Anfarmag e o Conselho de Farmácias mais atuante. Ganhamos conquistas como a prescrição farmacêutica, farmácia estética... E quando fazemos uma retrospectiva de tudo isso, ufa, valeu a pena estar aqui!

Talvez eu ainda seja novo comparado a outros profissionais do mercado, porém já vi jovens serem mais sábios que pessoas mais velhas e também as mais velhas serem muito mais rápidas e ativas que os jovens . Mas deixando tudo isso de lado, a única certeza que eu tenho é de que o mercado de medicamento personalizado está passando por uma restruturação. Nós somos a bola da vez e temos que aproveitar esse novo momento.

 

Segundo dados da Anfarmag, 36% das farmácias de manipulação cresceram em 2015 - uma boa fatia manteve os mesmos resultados e algumas encolheram. Mas ao que se deve isso ?

 

É evidente que farmácias que se reposicionam mostraram melhores resultados. Hoje há muitos empresários apostando em longevidade e bem-estar, na prevenção, reposição e também no tratamento de doenças crônicas. Desta maneira o empresário Farmacêutico é obrigado a trabalhar o prescritor, a treinar seus colaboradores, melhorar seus processos, investir na qualidade e no atendimento para fidelização dos clientes, e principalmente reposicionar sua marca e loja, inclusive com a visitação médica.

Foi-se o tempo em que a farmácia de manipulação era uma casa, a cozinha era o laboratório, a sala a recepção e o controle de qualidade tinha limitações. Isso não existe mais.

Hoje as farmácias têm um controle de qualidade maior que a indústria. As lojas parecem boutiques, têm seu próprio aroma, sua própria identidade e principalmente tratam cada cliente como único.

 

O mercado magistral nunca esteve tão aberto e tão competitivo ao mesmo tempo. Inovar, lançar tendências e estar na frente é hoje um desafio. O que fazer de diferente para que eu consiga alcançar meus objetivos, quais conceitos devo aplicar, o que meus concorrentes estão fazendo de diferente, como o cliente que entra na farmácia me enxerga, como os prescritores me veem: esses são alguns pontos que vai fazer você chegar ao seu objetivo .

 

"Se você não sabe aonde quer chegar, tanto faz para onde está indo".


Tenha metas claras, faça uma anual, uma para 5 anos e outra para 10. Acompanhe se você está conseguindo alcançar seus objetivos - às vezes montamos metas muito ousadas e precisamos fazer adequações.

 

Monte uma empresa que trabalhe sozinha sem você, medida por processos e não por pessoas. Você não vai estar neste plano a vida toda - seu negócio tem que perpetuar.

 

Trabalhe na estratégia. Você é o capitão do navio - se estiver remando junto com os funcionários ninguém estará observando o mar agitado pelo qual talvez precisem atravessar.

 

Invista 20% do seu faturamento na sua marca: você a torna forte e pessoas gostam de se associar a estas. Quanto mais contato você tiver com seu público, mais êxito você terá nos seus negócios. Pense assim: a pessoa chegou no trabalho, abriu o computador e recebe um newsletters seu. Ela entrou no Face, viu sua propaganda. Foi almoçar e passou em frente a um outdoor de sua empresa. Está indo embora e no vidro de trás do ônibus está sua farmácia. Vai conversar com um amigo e essa pessoa fez a fórmula INDIVIDUALIZADA no seu empreendimento. Quando essa pessoa for consumir um medicamento personalizado, de quem que ela vai comprar?

 

É o mais importante ao meu ver: mude seus hábitos!

 

Crie hábitos de pessoas de sucesso, mas quais são esses eles? Segundo o Famoso Consultor Financeiro Thomas Corley, o que faz você ter sucesso é nada menos que os hábitos adquiridos. Durante 5 anos ele acompanhou 160 pessoas com renda acima de 160.000,00 dólares anuais e com patrimônio de aproximadamente 3.200.00,00 dólares, além de 188 pessoas com renda de 35.000 dólares/ano consideradas pobres no Estados Unidos. Depois disso, Thomas publicou um estudo onde ele afirma que o que difere o rico do pobre nada mais é do que os hábitos que estes possuem. Ficou curioso? Abaixo vou listar alguns deles, os quais achei interessante é que pudessem contribuir no seu dia-a-dia. Veja:

 

1 - Estabeleça metas, não sonhos

Ganhar 1 milhão de reais na loteria não é uma meta, é um sonho. As pessoas de sucesso de primeira geração entrevistados por Thomas Corley chegaram lá com muito esforço. Faça uma meta clara, saiba o que você quer alcançar esse mês, faça uma outra para 5 anos e mais uma para 10. Com elas estabelecidas, você saberá onde quer estar e isso fica mais fácil na tomada de algumas decisões.

 

2 – Tenha um check-list

As pessoas de sucesso concluem pelo menos 70% da lista diária de tarefas. Adiar é um mau costume, mais frequente entre pessoas de baixa renda, segundo Corley.

Para começar, acorde cedo: 44% das pessoas de sucesso despertam 3 horas antes de ir para o trabalho. "É nesse período que leem, fazem exercícios e planejam as tarefas do dia", diz Corley. Tenha pressa para encontrar soluções.

 

3 – Relacionamento

Nove em cada dez pessoas de sucesso creem que relacionamentos estão na base do sucesso financeiro. Isso contraria a crença de que dinheiro atrai “interesseiros”. Não existe nada de errado em cultivar amizades para fazer negócios, desde que o resultado seja bom para ambos.

O Interessante é que essa porcentagem apontou que na maioria do dias eles estão almoçando e fazendo negócios ao mesmo tempo. As pessoas de sucesso aproveitam ao máximo o tempo do dia para concretizarem coisas novas e importantes .

 

4 - Fale menos, ouça mais

O que significa? Ser um bom ouvinte é importante para mostrar que você é confiável. Evite fofocas, um hábito que afasta dinheiro. "Falar mal de alguém compromete sua credibilidade diante de uma pessoa com quem você pode fazer negócios", diz Corley.

Quando uma pessoa chegar falando mal de outras, saiba que ela poderá fazer o mesmo em relação a você. "Afaste-se dessa pessoa", diz Corley. "Evitar participar de fofocas é um comportamento que mantém as portas abertas."

 

5 - Leia e estude

Pessoas de sucesso passam, em média, menos de 1 hora diante da televisão e, quando o fazem, estão assistindo a telejornais, filmes ou documentários. Elas também têm o hábito de lerem revistas, matérias e livros. Enquanto a leitura diária é comum para 88% deles, apenas 2% dos pobres fazem o mesmo.

Não existe problema nenhum em acompanhar um seriado, assistir filmes, mas faça uma escolha. Também é importante ler conteúdo de qualidade. Portanto, busque livros e revistas para sua rotina que desenvolvam postura crítica, tenham bom repertório e coloquem o leitor em contato com diferentes visões e experiências.

 

6 - Cuide de sua saúde

Os ricos costumam praticar exercícios diariamente, alimentam-se corretamente. 85% deles acredita que saúde física e financeira estão relacionadas, enquanto apenas 13% dos pobres creem nisso. "Um de meus entrevistados disse que não poderá fazer dinheiro se estiver em um hospital", diz Corley.

Faça pelo menos uma atividade física três vezes por semana. "Nos primeiros dias é difícil, mas, se você tiver disciplina, estará acostumado depois de dois meses. Quando não der tempo de se exercitar, sentirá falta", diz Corley. Para ficar saudável é importante também cortar os hábitos alimentares ruins.

 

7 - Assuma riscos

Para 63% das pessoas de sucesso, existe uma relação entre ganhar dinheiro e correr riscos - entre os mais pobres, apenas 6% concordam com a afirmação. Dos que fizeram fortuna, 27% admitem que já fracassaram pelo menos uma vez na vida, no trabalho ou nos negócios, ante 2% dos pobres. "Os erros trazem aprendizado", diz Corley.

Oferecer-se para tocar projetos e assumir responsabilidades, expressar seu ponto de vista em reuniões, expondo-se à avaliação da chefia, e tomar a iniciativa de resolver problemas que aparecem no dia a dia sem esperar pelo gestor são formas de assumir riscos. "Para chegar ao topo, todo mundo passou por fracassos - a diferença é como lidaram com eles", diz Corley.

 

8 - Seja otimista

"As pessoas bem-sucedidas encaram problemas como oportunidades e acreditam na ideia de potencial ilimitado, de que poderão ser o que quiserem se trabalharem para isso", diz Corley, destacando que ser otimista não é ser ingênuo.

Evite reclamar em excesso e lute contra o desânimo. "Quando um problema surgir, tente enxergá-lo de vários ângulos e foque a busca da solução em vez de reclamar que o mundo é injusto".

 

9 - Adote o hábito de poupar

"As pessoas bem sucedidas são avessos a excessos, seja de bebida e comida, seja de trabalho e de gastos. Eles economizam de 10% a 20% dos ganhos mensais", diz Corley. Guardar dinheiro é muito importante para 88% dos ricos, ante 52% dos pobres.

Não gaste mais do que 80% de sua receita, incluindo nesse total despesas com férias, lazer e compras. Procure aumentar sua renda. "Equilibre o presente com o futuro. É importante guardar para a aposentadoria, mas é fundamental viver o presente também”.

 

10 - Seja dono de seu destino

Apenas 10% dos ricos acreditam em destino, enquanto 90% dos pobres creem que a vida é como é porque foi assim determinada. "É mais fácil colocar a culpa na genética ou no governo, mas a verdade é que você é responsável por sua situação financeira", afirma Corley. "A maior parte das pessoas bem-sucedidas que entrevistei não nasceu rica, mas acreditava que podia conquistar o que quisesse pelo esforço", diz o planejador financeiro.

Defina objetivos e trace metas para os atingir. "É melhor gastar sua energia lutando para superar um obstáculo do que reclamando", diz Álvaro.

 

11 - Planeje para ser mais criativo

Enquanto 75% das pessoas bem-sucedidas consideram a criatividade determinante para o sucesso financeiro, apenas 11% dos pobres têm a mesma convicção. "Os pobres tendem a acreditar que os bem-sucedidos já nasceram intelectualmente bem-dotados, mas minhas estatísticas mostram que muitos dos ricos foram alunos apenas medianos", diz Corley. "No Brasil, também existe a crença no cara que tem o dom e resolve tudo sozinho".

O que poucos levam em conta é que a criatividade é resultado do esforço e da energia dedicada a analisar um problema por diversos ângulos, antes de executar uma tarefa com o objetivo de encontrar uma solução nova. Exercite essa habilidade estudando sua atividade e ouvindo outras opiniões antes de começar a agir.

 

Comece praticar, trabalhe os pontos a ser desenvolvido e daqui alguns anos mande um e-mail para mim dizendo o que mudou na sua vida.

Muito Obrigado.


FONTE: Anfarmag, Thomas Corley

WhatsApp

(19) 98202-7339

Telefone

(19) 3736-6888

E-mail

faleconosco@consulfarma.com

Como podemos
Ajudá-lo?

Preencha o formulário abaixo para enviar seu contato, entraremos em contato o mais breve possível!

Top